Mudando o Caminho

Quando eu me peguei pensando em 2014 (ainda em 2013, acreditem, provavelmente estou sonhando com 2014 desde… Dezembro de 2012? Provavelmente!), achei que fosse ser um ano cheio de dinheiro, de sucesso, com uma Mariana magrela e forte e atlética correndo pelo mundo enquanto viaja para compromissos profissionais.

“Smooth road, clear day
But why am I the only one travelin’ this way?
How strange the road to love should be so easy
Can’t you see the detour ahead?”

Eu estava errada. Continuo rechonchudinha, continuo com os pés bem firmes no chão da cidade de São Paulo, e, apesar de ter conseguido resolver muita coisa, esse ano começou com uma real sensação de começo, e não de final, para enredo que eu imaginei

Acontece que sempre quando imaginamos alguma coisa, só pensamos no resultado, em como tudo vai terminar: planejar o final sem imaginar a existência do caminho até lá é leviano com as nossas expectativas e gera muita frustração: planejar uma mudança de vida é como planejar uma viagem e, sem pensar com cuidado no caminho feito até o destino, as chances de dar errado são muito maiores.

“…The further you travel, the harder to unravel the web
she spins around you
Turn back while there’s time, don’t you see the
danger sign
Soft shoulders surround you…”

Fiz um plano mais realista de perda de peso para 2014 do que o que tinha para 2013, e as metas de exercício e desenvolvimento para a corrida são muito mais motivadoras do que as que tinha antes. Ter um único objetivo claro – no meu caso, correr – ajuda muito.

Eu imaginei estar no meu peso ideal quando 2014 chegasse, mas a verdade é que a meta “estar no peso ideal em 2014” requer um planejamento muito melhor do que o que fiz para ser alcançada. É preciso pensar em todas as variáveis e lidar com os  desvios no caminho de cabeça erguida.

“Smooth road, clear night
Oh lucky me that suddenly I saw the light
I’m turning back away from all that sorrow
Smooth road, clear day
No detour ahead…”

Se planejar uma mudança de estilo de vida é pensar também na viagem até o destino desejado, preciso dizer que valeu a pena andar devagar: a paisagem da janela é muito bonita.

PS: Post todo inspirado na música “Detour Ahead”, gravada em 1949 pela Billie Holiday (mas fez sucesso na voz de todo mundo, de Ella Fitzgerald à Diana Krall!). Ouça aqui http://www.youtube.com/watch?v=_YWSMYDBncU

Anúncios
Etiquetado , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: