Arquivo da tag: corrida

“Eu prefiro não falar meu peso agora…”

Todo mundo diz que pensamento positivo muda o mundo. O mundo eu não sei, mas com certeza 2014 já chegou bem cotado aqui na residência Rosa. Desde Junho do ano passado eu estou falando sobre como “2014 vai ser incrível, como tudo vai ser diferente…” e, olha, estou achando que vai ser mesmo.  Se não for, valeu por essa esperança quentinha que estou carregando no peito. É um avanço pensar positivo.

Para começar o orgulhinho, não tive jacada de fim de ano. Não sei se porque as comidas de Natal foram mais lights mesmo ou se eu não estava no “modo-destruidora-de-travessas-de-salpicão”, minha ceia de natal foi batata assada com peru, e no réveillon eu tomei cerveja e comi bolo de maçã. Inclusive, saudades bolo de maçã.  Eu saí de férias e voltei com 600gr a menos. Tô, ó, de parabéns.

(MEGAUPDATE DA DEPRÊ: Me pesei na balança de sempre, no EVS, e aparentemente eu engordei belos 2kg. Entre a minha balança que me emagrece e a do EVS que engorda, o saldo é pelo menos 1,2kg. FUÉÉÉEN)

Friends09_glamour_17apr13_NBCUniversal_getty_b_592x888

“I’m still carrying a little holiday weight”

Hoje eu consegui correr 6k, o que foi demais. Até dei uma olhada em volta para ver se tinha alguém batendo palmas (A foto foi para o Insta do Blog, vem com a gente: @vaimariana)

As minhas metas para 2014 são simples:  descer definitivamente da casa dos 70kg e o plano mais importante: correr a meia maratona de Buenos Aires em Setembro.

Uma meia maratona é uma prova de 21km, o que é MUITO para uma pessoa que, na rua, só consegue fazer 5km (No caso, euzinha). Vou ter de sair da minha zona de conforto e incluir treinos mais longos no final de semana: já estou angariando amigos para esse programa e em breve o namorado vai receber um ultimato para correr junto.

Te prepara, 2014, que eu vou lhe usar.

Anúncios
Etiquetado , , , ,

Quero uma medalha sim, obrigada!

Desde pequena nós, meninas, somos ensinadas a ter vergonha ou menosprezar nossas habilidades. Boa menina é aquela que não fica esfregando na cara do coleguinha as notas mais altas, que não fala para todo mundo o que consegue fazer de diferente, e que nunca, nunquinha, vai se gabar de ser melhor ou ter conseguido algo que os outros não conseguem: uma boa menina não sente orgulho nenhum do que faz, porque não faz mais que sua obrigação.

Semana passada eu consegui correr 6km em 35 minutos. Gente, vocês não entendem a sensação de completude que eu tive quando estava ali, em cima na esteira, a 12km por hora, correndo até as pernas quase caírem: ali, em cima daquela esteira, às 6:40 da manhã de um dia nublado, eu me tornei a minha própria heroína pessoal. Tornei-me alguém de quem eu tenho orgulho, e foi uma conquista muito suada, desejada e esperada.

Tirei uma foto do contador do aparelho, mandei para os amigos de corrida, postei no twitter e, alguns minutos depois, vi um comentário do tipo “Nossa, vocês não conseguem ir para a academia sem se acharem algum tipo de campeão? Quer uma medalha, champs?”. Não foi para mim, a pessoa nem me segue no twitter. Mas achei uma babaquice sem fim.

Image

(Beyoncé também achou)

Será que nós somos tão educados assim para menosprezar os nossos feitos? Será que essa necessidade de modéstia e humildade realmente traz algo bom para a nossa vida?

Sempre vejo cartazes motivacionais por aí, com fotos de antes e depois, com close up de músculos, com histórias emocionantes sobre como as pessoas são incríveis e como você devia se inspirar nelas.

Mas, o que te impede de ser, você mesmo, a sua própria motivação? Você devia olhar para você, para as coisas maravilhosas que aconteceram por seu esforço, pelo seu mérito, e usar a lembrança disso como inspiração. Você pode sim ser o seu próprio herói.

Mesmo que o seu feito pareça menor, que o esforço que você teve seja menor em relação ao das outras pessoas. Ele é o seu esforço. E eu acho, sim, que você devia ter muito orgulho disso.  Faz bem.

ps: Sobre este assunto, remeto à Beyoncé

Etiquetado , , , , ,

… I had the time of my lifeeeee”

Eu volto, e com boas notícias:

Eu consegui ir à academia quatro vezes na semana passada, e em todas tinha um objetivo certo: correr o máximo que eu pudesse no (pouco) tempo que eu tinha. O melhor desse empenho? Eu consegui fazer meus primeiros 5k sem morrer, abaixo de 40′! Pode parecer pouco, mas, olha, para essa Mariana quer dizer DEMAIS! Eu, inclusive, fiquei enchendo o saco das pessoas mandando foto da esteira e postando essa notícia no Instagram porque, né, POR QUE NÃO!?. (Aliás, me sigam lá! @outrarosa)

tumblr_mnx4meAozC1qilmpao1_500

(Eu assumo que cantei essa música para mim mesma ao sair da esteira)

Eu faço um esquema mais light de corrida, porque né, ainda estou fortalecendo!

  1. Aqueço caminhando por 3 minutos, velocidade 6,0;
  2. Troto por 2 minutos em velocidade 7,5;
  3.  Corro por 4 minutos em velocidade 9,5;
  4. Troto por 2 minutos em velocidade 7,5;
  5. Corro por 4 minutos em velocidade 9,5.

E etc, etc, etc, vocês entenderam. Faço isso por 40 minutos, que é o tempo que tenho para ficar na academia. Se me sinto muito cansada, se não estou aguentando, desço sem neuras para mais 3 minutos caminhando a 6, que é melhor que ter uma lesão por esforço.  Tenho feito uma média de 5 – 6 km, mas a intenção é chegar a 10 km em 40 minutos até o final do ano. Aguardem!

Li uma reportagem  que diz que o ideal para gerar um gasto calórico efetivo com corrida é alternar intensidade, então, bem, é o que eu faço. A parte boa é que com isso eu adéquo o ritmo da música ao da passada e consigo ouvir boa parte das minhas músicas favoritas mais animadas. Tenho ouvido demais essa aqui para correr (e meio que lipsync a música enquanto corro, o que é meio patético):

http://www.youtube.com/watch?v=17ozSeGw-fY

“..So I put my faith in something unknown, I’m living on such sweet nothing…but I’m trying to hope with nothing to hold.. oooohhh”

Eu passei um dos dias da semana meio tristinha (malditos sejam os homens e seus corações de pedra) então eu comi foi um pacotinho de salgadinho e outro de suspiros (E mais uma vez te pergunto… PORQUE NÃO NÉAM?). Mas tirando isso eu mantive a dieta bem encaminhada e sem exageros noturnos, que é o meu pior hábito. Resultado? Final da semana, -1,5kg!!

E a festa do sábado? Nunca me senti melhor. Valeu a pena!

1002408_462990167117792_2103675094_n

Update: O Éverton (aka Gourmet Saudável , “corredor” ou “A Pessoa que fica me mandando fotos da Esteira”) estourou meu balão hoje à tarde: se eu quiser fazer 10k em 40′, eu vou precisar correr na velocidade 14/15, coisa que é mais… digamos, difícil. Isso é verdade, principalmente se levarmos em contra que a maior velocidade que eu já cheguei, por enquanto, é a velocidade 11… =/

Etiquetado , , , , , , , , , ,

Who Run de World!?

GIRLS! (sim, eu continuei cantando mentalmente essa música enquanto escrevia o post abaixo, então se preparem para todo um Girl Power vindo desse texto)

tumblr_mmi3e6kXT51qbgm59o1_500(Apenas uma desculpa para colocar um gif da Beyoncé? Talvez)

Desde que comecei a ir à academia de manhã, antes do trabalho, eu sinto que o dia rende mais: além de eu ter tempo para estudar e ir ao cinema à noite (e ocasionalmente comer um temaki), eu sinto que eu fico mais esperta.  Mais rápida. Fazer exercício oxigena o cérebro e realmente é uma boa ideia para quem está precisando de uma forcinha mental (amigos concurseiros, corram!)

Acontece que eu ia e fazia 10 minutinhos de esteira e: pá! Musculação. Eu  vejo resultado rápido, curto muito mesmo (Beijo Rodrigo, incentivador mor da musculação!). Mas, sabe, toma tempo. Toma muito tempo. E eu tenho exatamente uma hora de academia antes de tomar o banho mais rápido do leste e vir para o trabalho.

roi(Saudades, coxinhas saradas)

Depois que mudei o horário do exercício, eu tive que fazer uma escolha: ou (i) eu intercalava dia de aeróbico e dia de musculação (E aí demoraria para ver resultado em qualquer um deles, claro);  ou (ii) eu faria só o aeróbico. E eu tomei a minha decisão baseada nos resultados que  quero alcançar.

Eu estava perdendo medidas (principalmente no baconzinho das costas, o que é sempre incrível), mas nem um quilinho mais. E, bom, não bastava. Então correr e tomar o OxyElite (eu juro que posto sobre isso depois) me pareceu a melhor opção… E olha, foi.Desde que comecei a ir à academia de manhã (tento ir todos os dias, mas vou pelo menos 4 vezes por semana, religiosamente) eu sequei 3,5kg! Não é excelente? Em duas semanas, o que é mais incrível e incentivador.

A parte mais gostosa da corrida não é, por incrível que pareça, o peso perdido. É a descarga de endorfina que acontece, pelo menos para mim, depois de uns 8 minutos correndo. É algo indescritível. Por aproximação (tirem as crianças da sala) é como se fosse um mini orgasmo concentrado nos membros superiores e inferiores. Dá um arrepio, uma alegria e tudo que eu consigo fazer é querer correr mais!

Sabe por que todo mundo corre? É PORQUE DÁ BARATO. Sério. Vira vício. Sim, é como se você tivesse, bem, isso aí, mesmo. E o melhor: bem estar se prolonga durante o dia. Quando eu corro eu sinto menos ansiedade e como muito menos. Correr, por estranho que pareça, me acalma e, depois de parar, eu não me sinto cansada. Não mesmo.

Não fico esgotada, eu fico energizada.

tumblr_mhga24A49C1s4hgtno1_250 (Como eu me sinto quando… subo na esteira)

Tenho corrido 40 minutos todos os dias (parece muito, mas juro que não é) e eu me sinto bem mais condicionada (eu comecei fazendo 3,5 km em 40’ e agora já faço 5km no mesmo tempo!) e passo o resto do dia bem (e quem não passaria depois de uma corridinha, né minha gente? Rs)

Mas eu já aviso: demorou MUITO até eu conseguir me sentir bem correndo. Eu comecei a correr em Fevereiro, e só agora estou me sentindo confortável fazendo isso. Não desista se você ainda não encontrou seu pace médio, encontrar a sua pisada e etc, demora. Qualquer exercício – e qualquer resultado em exercício – requer constância. Eu vou pelo menos 4 vezes por semana para a academia e demorei 3 meses para começar a curtir de verdade a corrida.

Aqui e Aqui tem mais sobre a relação endorfina e corrida, para ninguém achar que eu estou louca.

#VaiMariana

Etiquetado , , , , , , , , ,
Anúncios